terça-feira, 30 de outubro de 2012

Experiencias /Experiments

DSC_0051-001

Por esquecimento ou preguiça deixei ficar alguns dos Romanesco durante o verão. Agora estão enormes, muito maiores que os que semeei o mês passado. Não sei se darão uma colheita maior ou mais precoce que os outros (ou pior em todos os aspectos). Vamos esperar para ver...

These are a few of the Romanescos I was to lazy to pull. They have been growing all summer and are huge now (especialy when compared with the ones I planted last month): I have no idea if they will yeld a bigger better crop than the recently planted, or if on the contrary they will be a lot worse. We shall wait and see...

5 comentários:

7 Artes em Saltos Altos disse...

Olá, sou nova por aqui, vivo no Algarve comecei uma horta á pouco tempo.
Gostava de trocar ideias com alguém que parece já habituado a este clima pois para mim é mais difícil! Estou habituada ao norte.
Estou também a reconstruir um galinheiro, é o próximo passo ter algumas galinhas.

gintoino disse...

Seja benvinda :)
No q eu puder ajudar, disponha. É para isso q cá estamos

WIld Horses disse...

Acho interessante - e tão diferente - as descrições das estações. Aqui no Recife, nordeste do Brasil, só temos a estação do sol e a da chuva, com clima tropical o ano todo. A horta que cultivamos, e também os bonsais, exigem outros tipos de cuidados.
Pois é, além de motociclista, também amo as plantas... e os gatos; convido todos ao blog amelie-greg.blogspot.com

pituxasilva disse...

Olá.
vim cuscar o seu blog ,mas ainda não cuscuei tudo:).
Realmente tem razão quando diz que os químicos fazem mal, mas ponho só o granulado para os caracóis senão os malditos não me deixam ter nada.
Quanto aos animais tenho a horta vedada , mas os meus gatos andam sempre lá nunca tive problemas e espero não vir a ter.
Vou voltar mais vezes.

beijos e lambidelas da malta cá de casa
Pituxasilva

Rafael Carvalho disse...

Peço imensa desculpa mas só hoje me apercebi de que tinha um comentário seu relativo às minhas roselhas.
Respondendo à sua questão, as minhas roselhas obtive-as por transplante de exemplares selvagens. Atualmente possuo mais algumas roselhas derivadas das sementes que vão germinando.
Caro amigo, não desista!
Cumprimentos.