sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Porque as daninhas também se comem...


Já antes tinha falado na minha colheita de beldroegas. Hoje enchi-me de coragem de resolvi fazer uma sopa de beldroegas à alentejana (em minha casa as beldroengas sempre foram utilizadas para fazer sopas simples, tipo sopas de espinafres). Confesso que nunca fui grande apreciador de sopas com pão (a consistência do pão empapado faz-me alguma confusão) mas depois de experimentar acorda de cação, feita por um "especialista", tomei-lhe o gosto (desde que o pão esteja bem duro e não fique demasiado empapado). Vai daí, e porque ainda tinha bastantes beldroegas congeladas resolvi arriscar. O resultado ficou além das expectativas.
Fiquei a pensar que talvez valha a pena deixar a beldroegas crescerem no jardim, só para poder voltar a repetir a experiência.

7 comentários:

zazika disse...

Ninguém faz sopas de beldroegas como a minha mãe! E não digo isto por ela ser minha mãe... Muitos outros filhos de outras mães dizem o mesmo. Quanto a essa história do pão empapado... Tem uma explicação simples:
- Não usas pão Alentejano!
Se o pão for daquele pão Alentejano caseiro até às mais profundas entranhas "as sopas" não empapam.

Já agora, diz-se "sopas de beldroegas" e não "sopa de beldroegas". As "sopas" são as fatias de pão.

Quando cortas as fatias de pão, estás nada mais nada menos que a "migar as sopas".

Mas tenho que te felicitar, realmente as tuas sopas estão com muito bom aspecto. Deixaste-me com a gula toda.

Jardineira aprendiz disse...

Por aqui se as deixarmos tomam conta do jardim.

Também já ouvi falar em salada de beldroegas mas nunca tive coragem de experimentar...

Paulo disse...

Como apologista de sopa e de sopas, tenho de te felicitar. Essa(s) sopa(s) têm um ar fantástico. Bravo!

Cris Bolbosa disse...

Adoro sopa de Beldroegas. Sempre que vejo à venda, o que é raro, compro para fazer com feijão branco.
As Sopas de Beldroegas nunca provei, mas com aquele pão Alentejano, que é delicioso mesmo com alguns dias, deve ficar deliciosa.

Cris Bolbosa disse...

Esqueci-me: cá no jardim nascem muitas, mas por falta de água, não se desenvolvem tão bem, ganham semente muito cedo, ainda com as folhas pequenas.
Pode ser que quando vierem as chuvas, elas cresçam mais e dê para fazer uma sopita.

Luciano Lema disse...

Aqui na quinta também tenho muitas beldroegas, para minha lástima, que só servem para me dar trabalho a arrancar. Já tinha ouvido falar da utilização das ditas na culinária mas nunca as experimentei. Há receita para esta sopa? Fiquei curioso.

Sandra Duarte disse...

Espero que também tenha colocado queijo curado!
Mas estão com muito bom aspecto.
São umas sopas óptimas!